Um cateter venoso central é um dispositivo sintético que é inserido numa veia de grande calibre localizada centralmente. É uma opção quando é necessário um acesso imediato, por exemplo, para um doente em fase aguda ou um doente com insuficiência renal crónica a quem foi feito um diagnóstico tardio, ou que se encontra numa progressão rápida da insuficiência renal. Também pode ser utilizado durante a maturação de uma FAV, se a colocação não tiver sido suficientemente oportuna. São frequentemente utilizados quando uma FAV e uma PAV não são possíveis, por exemplo, para os doentes com má circulação periférica e os que já tiveram diversos acessos AV anteriores. Os catéteres venosos centrais podem ser de longa duração, na medida que serão o acesso utilizado a longo prazo, ou temporários. Neste caso, podem ser utilizados durante a maturação do acesso AV, ou para diálise aguda. Normalmente, são inseridos numa veia do pescoço ou do ombro, mas também podem ser colocados na virilha.

Os três locais mais utilizados para a colocação dos CVC são:

• Pescoço: veia jugular interna

• Ombro: veia subclávia

• Virilha: veia femoral